Ao lado de Covas, FHC defende democracia e diz que Bolsonaro é arrogante

PAULO SOPRANO
·1 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso votou na manhã deste domingo (15) ao lado do prefeito Bruno Covas (PSDB), no Colégio Sion, na zona oeste de São Paulo. Em conversa rápida com a imprensa após o voto, ele disse que o recado destas eleições é a manutenção da democracia. "Vimos nos Estados Unidos todas as dificuldades de um candidato irrequieto, que é o Trump", afirmou, referindo-se ao caos eleitoral provocado pelo ex-presidente americano a questionar a integridade das eleições. FHC também afirmou que o momento é difícil e que a postura do presidente Jair Bolsonaro foi arrogante. "Há uma certa arrogância do atual governo que não ajuda", disse. "Só quem viveu a agrura da falta de liberdade sabe como liberdade é bom", acrescentou ao finalizar sua fala. Covas foi à residência do tucano, localizada no bairro Higienópolis, às 9h40. O ex-senador Aloysio Nunes também estava presente. Os três foram caminhando até Colégio Sion para acompanhar o voto de FHC. Mais cedo, o prefeito de São Paulo tomou café da manhã com ex-prefeita Marta Suplicy. Agora, ele irá encontrar o governador João Doria (PMDB), figura que afastou de sua campanha política, e, por volta das 11h30, deve votar. X