Ao lado de Doria, Nunes minimiza crise e cita vacinas para público de 47 a 49 anos na capital

·1 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O prefeito Ricardo Nunes (MDB) afirmou nesta quarta-feira (23) que as vacinas recebidas e as previstas até o fim da semana são suficientes para vacinar o público da capital entre 47 e 49 anos.

A afirmação foi feita em entrevista coletiva sobre medidas contra coronavírus, no Palácio dos Bandeirantes, em que Nunes e o governador João Doria (PSDB) colocaram panos quentes na crise por falta de vacina.

"Nós recebemos hoje 181 mil doses da vacina. Receberemos na quinta-feira 120 mil doses e também as outras 30 mil doses na data de hoje. O que somam 331 mil doses, suficiente para que nós façamos a vacinação de 49, 48 e 47 anos", disse.

O apagão de vacinas contra Covid-19 em postos de saúde da cidade de São Paulo na terça-feira (22) gerou o primeiro choque entre o governo João Doria (PSDB) e a prefeitura paulistana já sob administração de Ricardo Nunes (MDB).

Após uma reunião com Doria na noite de terça (22), Nunes disse que a relação com o estado é a "melhor possível". "Estamos todos imbuídos em salvar as vidas", disse.

O governador João Doria (PSDB) seguiu na mesma linha. Ele disse que as relações são "as melhores, são fluídas, são integradas e são harmoniosas". "Pontualmente, podemos ter alguma circunstância como houve ontem. Mas isso não implica em nenhuma desarmonia", disse.

Na terça, a prefeitura afirmou ter cobrado do estado o envio das doses, e o estado, por sua vez, pediu agilidade do Ministério da Saúde para mandar os imunizantes.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos