Ao lado de Queiroga, Guedes diz que não vai faltar dinheiro para saúde

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Paulo Roberto Nunes Guedes
    Economista brasileiro, ministro da Economia do Brasil

BRASÍLIA — Após se reunir com o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, o ministro da Economia, Paulo Guedes, disse nesta segunda-feira que não faltarão recursos para o combate à Covid-19 neste ano.

Em 2022, não há um orçamento específico no Ministério da Saúde destinado ao combate à Covid-19. Em 2020 e no ano passado, o governo editou créditos extraordinários ao longo dos anos para liberar os recursos.

O orçamento total da pasta é de R$ 160 bilhões. Com o avanço da variante ômicron, Queiroga foi até nesta segunda Guedes solicitar mais recursos, mas não detalhou quanto será necessário.

— O Brasil voltando ao trabalho, a economia se reativando. Nunca faltou dinheiro para a saúde, e não vai faltar — disse Guedes.

Já o ministro da Saúde afirmou que “o assunto (da reunião) foi o enfrentamento da pandemia”.

— O Ministério da Economia tem sido uma fortaleza muito grande para nós na saúde, não faltou recurso, crédito extraordinário — disse.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos