Ao menos 100 caminhões-tanque destruídos em incêndio na fronteira afegã com o Irã

Usman SHARIFI, Elise BLANCHARD
·2 minuto de leitura
Um bombeiro entre caminhões-tanque destruídos, em Herat, Afeganistão

Ao menos 100 caminhões-tanque foram destruídos no sábado (13) em um incêndio no Afeganistão, em um dos cruzamentos fronteiriços mais importantes com o Irã, causando um prejuízo calculado em milhões de dólares, informaram as autoridades neste domingo (14).

"Sabemos que entre 100 e 200 caminhões foram destruídos. Precisamos de mais tempo para determinar a extensão dos danos", afirmou Jailani Farhad, porta-voz do governador da província de Herat.

Cerca de 20 feridos foram hospitalizados depois do incêndio, que começou no sábado à tarde no posto fronteiriço de Islam Qala, acrescentou Farhad. Esse número foi confirmado por funcionários da Saúde.

Enquanto os bombeiros tentavam apagar o fogo, criminosos entraram no local e roubaram bens importados e exportados com o Irã, disse Yunus Qazi Zada, diretor da Câmara do Comércio de Herat.

"O desastre é muito maior do que pensamos (...). Infelizmente, ladrões sem caráter roubaram muitos materiais", disse. No sábado, foi estimado um prejuízo de "milhões de dólares".

Neste domingo, um fotógrafo da AFP levado ao local descreveu que ainda havia chamas e muita fumaça sobre os restos carbonizados dos veículos.

Forças de segurança dispararam contra um veículo e mataram um homem depois de não conseguirem prendê-lo em um posto de controle para proteger o escritório da alfândega dos ladrões.

Centenas de pessoas que diziam ser proprietárias dos caminhões estavam reunidas em volta da corrente policial, com a esperança de poder se aproximar do local do incêndio.

O ministério da Fazenda afirmou que o incidente começou em um caminhão, segundo informações preliminares.

Este incidente provocou "grandes perdas econômicas", incluindo de combustível, caminhões-tanque e infraestruturas da alfândega.

Uma delegação de Cabul chegou para investigar a catástrofe, acrescentou o ministério. Grande parte da província de Herat estava sem energia elétrica neste domingo, já que algumas linhas elétricas foram danificadas.

- Fuga para o Irã -

Islam Qala é uma das passagens fronteiriças mais importantes no Afeganistão.

Cabul recebeu uma isenção de Washington para importar gasolina e gás iranianos, apesar das sanções americanas.

A fronteira "está aberta para caminhões, carros e pessoas que fogem do fogo para o Irã", disse Saeed Jatibzadé, porta-voz do ministério das Relações Exteriores iraniano.

O vice-presidente afegão, Amrullah Saleh, disse que centenas de caminhões conseguiram entrar no Irã para se proteger.

Bombeiros afegãos e iranianos ainda estão no local apagando os últimos focos pequenos, disse Farhad.

Aproveitando-se da situação, os talibãs atacaram um posto de segurança durante o incêndio, lamentou.

Eles atacam frequentemente caminhões-tanque porque suspeitam que fornecem combustível para tropas estrangeiras no Afeganistão.

us-eb/pz/age/mb/aa