Ao menos seis cidades do litoral paulista antecipam interdição de praias para este sábado

ALFREDO HENRIQUE
·4 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Ao menos seis cidades da Baixada Santista -Santos, São Vicente, Itanhaém, Peruíbe, Bertioga e Mongaguá- anunciaram a interdição de suas praias para este sábado (13), antecipando em dois dias a determinação do governo estadual para que fique proibida a circulação de pessoas nas faixas de areia de todo o litoral paulista. Alguns municípios irão usar barreiras sanitárias, para orientar turistas sobre a inexistência de locais a serem usufruídos nas cidades. A partir de segunda-feira (15), todas as cidades do estado de São Paulo, que já estão na fase vermelha, realizarão toque de recolher, das 20h às 5h. Aglomerações de qualquer tipo, em qualquer local, também estão proibidas, segundo o decreto. Além das praias, praças também terão o acesso impedido. A determinação valerá por ao menos 15 dias, com o intuito de diminuir infecções e mortes provocadas pelo novo coronavírus. A Prefeitura de Santos, gestão Rogério Santos (PSDB), foi a primeira a anunciar a antecipação. Estarão proibidas, a partir da 0h, atividades esportivas na areia e no mar. Telas de isolamento começaram a ser instaladas, já nesta sexta-feira (12), para impedir o acesso às praias. O governo municipal anunciou ainda ter solicitado à gestão João Doria (PSDB) a suspensão da Operação Descida, no sistema Anchieta-Imigrantes, para coibir a entrada de turistas na região. A Prefeitura de São Vicente (65 km) vai fechar suas praias também a partir deste sábado, fiscalizando suas faixas de areia em uma ação conjunta entre a Polícia Militar, a GCM (Guarda Civil Municipal), agentes de trânsito, Vigilância Sanitária e Defesa Civil. A cidade também adota neste fim de semana, pela segunda vez consecutiva, o uso de barreiras sanitárias. Equipes de abordagem ficarão na avenida Manoel de Abreu (saída 65 da rodovia dos Imigrantes) e na Linha Amarela (próximo ao Km 68 da mesma rodovia). "A barreira não é restritiva, mas sim para orientação a turistas sobre a falta de opções turísticas em São Vicente, como shoppings fechados, restaurantes funcionando no sistema de delivery, etc", diz trecho de nota. Itanhaém (106 km de SP) passa a impedir a permanência de pessoas em suas faixas de areia, também a partir deste sábado, com monitoramento da GCM (Guarda Civil Municipal). Segundo o prefeito Tiago Cervantes (PSDB), não serão realizadas barreiras sanitárias ou de orientação, devido a geografia do município que possui mais de 25 quilômetros de extensão e mais de 20 acessos ao seu território. Equipes estarão empenhadas na fiscalização da cidade. "A pandemia impõe novos desafios a cada dia", afirmou o prefeito. Peruíbe (135 km de SP) vai monitorar com sua GCM as praias da cidade, mas sem isolar os locais, argumentando que a cidade conta com 15 quilômetros de faixa de areia. "Isso dificulta a viabilidade da instalação de barreiras físicas, como também é o caso da grande maioria dos municípios do litoral paulista", afirmou em nota. Os quiosques poderão funcionar no sistema delivery ou drive-thru, sendo proibido o consumo de alimentos no local em que eles são preparados. Ônibus e vans de turismo estão proibidos de entrar na cidade. Caso equipes de fiscalização encontrem veículos com essas características, "serão tomadas as devidas providências", diz o governo em nota, mas sem especificar quais. As praias de Bertioga (103 km de SP) também ficarão fechadas ao público a partir da 0h deste sábado. Além da proibição de qualquer atividade na areia, mar e calçadão, o uso de academias ao ar livre e playgrounds também fica proibido. Até estacionar veículos não será permitido na avenida Vicente de Carvalho e nas orlas das praias na região central, além dos bairros Rio da Praia, Vista Linda e Indaiá. Mongaguá (89 km de SP) também antecipa para este sábado a proibição para circular em suas praias, incluindo vendedores ambulantes. O governo municipal acrescentou ter enviado um ofício à PM, solicitando apoio nas fiscalizações. A Praia Grande (71 km de SP) vai impedir o acesso às suas praias a partir de segunda-feira, quando passa a valer oficialmente o decreto estadual, proibindo a permanência de pessoas nas faixas de areia. Guarujá (86 km de SP), deve seguir o mesmo caminho, segundo a assessoria de imprensa da prefeitura, que estavam em reunião até a publicação desta reportagem. Segundo os boletins mais recentes das prefeituras mencionadas nesta reportagem, foram registradas 3.104 mortes, decorrentes da Covid-19, desde o início da pandemia nos municípios. O total de casos foi de 92.171.