Ao ser preso, DJ Ivis mostrou preocupação pela mãe, 'que ficaria só'

·3 minuto de leitura

Preso preventivamente na última quarta-feira, dia 14, por agressões a ex-mulher, DJ Ivis demonstrou tranquilidade durante toda a ação da Polícia e foi levado na viatura sem algemas. Mas entre os poucos comentários feitos pelo forrozeiro, estavam a preocupação com a mãe, Ivone de Souza.

— O uso de algemas é basicamente para proteção dos policiais que participam da diligência e o preso. Não é um procedimento que a Polícia concorde, mas que às vezes tem que seguir. DJ Ivis sempre se mostrou muito tranquilo durante a prisão. Ele só falou da preocupação com a mãe, 'que ficaria só', disse, e foi isso" — explica Sandro Caron, secretário de Segurança Pública e Defesa Social do Ceará.

Nas redes sociais, DJ Ivis aparecia constantemente em fotos ao lado da mãe e realizaram um sonho juntos de irem a um dos parques da Disney, quando o forrozeiro estava na escalada do sucesso.

"Artista, guerreira, batalhadora, vencedora, única, melhor amiga, meu melhor amor, minha mãe, te amo infinitamente", disse Ivis em uma postagem antiga no Instagram.

Silêncio no interrogatório

Já na delegacia, no interrogatório sobre a agressão contra a ex-mulher, Pamella Holanda, DJ Ivis preferiu ficar calado, o que é garantido como um direito constitucional.

— Ele foi preso ontem. No interrogatório não quis falar. É um direito constitucional concedido que lhe assiste. Nós expedimos a guia de corpo delito e ele foi encaminhado para Delegacia de Capturas — diz Tharsio Facó, titular da Delegacia Metropolitana do Eusébio (localizada na região metropolitana de Fortaleza).

Entenda o caso

Iverson de Souza Araújo, o DJ Ivis, de 30 anos, foi acusado de ter agredio a ex-mulher, Pamella Holanda. A arquiteta divulgou nas redes sociais vídeos de um ato ocorrido em dezembro de 2020 e, de acordo com a Polícia Civil do Ceará, ela fez novas denúncias no início de julho deste ano. Em entrevistas, Pamella explicou que as agressões já ocorriam há tempos, incluindo o período em que ela estava grávida.

''Aquele vídeo foi feitoem dezembro. Eu estava com Covid-19, mas, mesmo assim, a médica indicou que eu amamentasse a Mel (a filha bebê de Pamella com DJ Ivis). Ele não queria que eu amamentasse a menina por estar com Covid. Essa mulher no vídeo é minha mãe. Ela não esboça nenhuma reação porque ela também tinha medo dele. Eu nunca tinha chegado a dizer nada pra ela (sobre as agressões). Ela soube presenciando. Ele sempre muito impaciente, muito autoritário. Não podia ser contrariado. Ali, no vídeo, minha mãe pede: 'por favor, isso vai acabar me matando'. Ela já tinha visto isso antes, mas tinha medo.''

DJ Ivis não comentou o conteúdo dos vídeos, mas se manifestou em nota, dizendo:

“Infelizmente não temos vivido uma relação saudável há algum tempo e já faz uma semana que estamos separados de fato. Estamos tentando de todas as maneiras que tudo isso tenha uma solução. Temos uma filha que não precisa viver no meio de conflitos. Desde a separação, semanalmente, envio um valor para as despesas, já deixei pago pediatra e vacinas da nossa filha.”

Pamella acusou Ivis de deixá-la com apenas R$ 12 na conta bancária e disse que chegou a pedir a ela que comprasse leite para a filha.

Mais tarde, em uma série de vídeos publicados no Instagram, o músico disse que provaria sua inocência.

"Sempre tentei fazer de tudo para que isso não chegasse ao extremo. E, como eu disse, tenho como provar tudo, nada vai justificar a reação que eu tive, mas não aguentava mais ameaças. Eu não vou ter raiva do que as pessoas estão falando de mim, porque eu não posso. As pessoas estão reagindo do que estão vendo, mas estão comentando as coisas que não sabem".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos