Ao vivo: CPI da Covid ouve presidente de empresa envolvida em negociação da compra da Covaxin

·1 minuto de leitura

BRASÍLIA — O presidente do FIB Bank, Roberto Pereira Ramos Junior, presta depoimento nesta quarta-feira à CPI da Covid para esclarecer possíveis irregularidades na negociação da vacina indiana Covaxin com o governo. A empresa emitiu uma carta-fiança apresentada pela Precisa Medicamentos, intermediária do laboratório Baraht Biotech, ao Ministério da Saúde.

ASSISTA AO VIVO

O documento é necessário para cumprir uma das etapas da negociação da vacina indiana alvo da CPI. A carta afiançava o valor de R$ 80,7 milhões, equivalente a 5% do R$ 1,6 bilhão do contrato.

No entanto, a FIB Bank não tem autorização do Banco Central (BC) para oferecer esse tipo de garantia, e o Tribunal de Contas da União (TCU) já decidiu que só instituições autorizadas pelo BC podem emitir essas fianças bancárias.

Nessa situação, a comissão aprovou dois requerimentos de convocação de Roberto Pereira Ramos Junior para depor como testemunha, um do senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) e um do senador Tasso Jereissati (PSDB-CE). Ele poderá ficar em silêncio quando avaliar que os questionamentos possam incriminá-lo, por decisão da ministra Cármen Lúcia, do Supremo Tribunal Federal.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos