Aos 15 anos de idade, Galinha Pintadinha movimenta R$ 3,5 bilhões

·2 minuto de leitura
Sucessos foram regravados em outros idiomas (Divulgação)
Sucessos foram regravados em outros idiomas (Divulgação)
  • Sucesso começou quando um vídeo despretensioso foi postado no YouTube

  • Vídeos da animação já colecionam fãs em diversos países

  • Produtos licenciados movimentam bilhões por ano

Qualquer pessoa que tenha convivido com criança nos últimos 15 anos provavelmente deve saber que a Galinha Pintadinha usa saia e o Galo paletó. Popstar entre os pequenos, a personagem é presença registrada nas festas infantis de todo país. Apostando em uma carreira internacional, a estrela já acumula fãs na América Latina, Itália e Espanha.

Leia também:

Assim como Anitta, a 'artista' brasileira ganhou destaque ao arriscar em outros idiomas. Como resultado de tanto trabalho, a marca da Galinha Pintadinha movimentou R$ 3,5 bilhões em 2020 com conteúdos digitais e com produtos licenciados no varejo.

O fã-clube mais ativo ainda é o da América Latina. Os sucessos da cantora azul é distribuído pelo Nat Geo Kids e pelo canal digital em espanhol, que já acumula um total de 12 milhões de inscritos. Aqui no Brasil, ela conta com 28 milhões de inscrições.

Galinha Pintadinha ouviu muitos 'nãos' antes da fama

Tudo começou em 2006, quando os publicitários Juliano Prado e Marcos Luporini produziram um videoclipe despretensioso chamado “Galinha Pintadinha”. Os criadores queriam apenas fazer uma animação para apresentar como portfólio em emissoras de televisão. 

Nenhuma rede de TV teve interesse na produção. A volta por cima veio pelos canais digitais, quando o vídeo foi colocado no YouTube. Em pouco tempo, a criação recebeu 500 mil acessos orgânicos, sem que houvesse investimento com divulgação.

O público pediu por novos hits e a 'artista' atendeu. Regravando sucessos como "Pintinho Amarelinho" e "Dona Aranha", a interprete virou a diva suprema dos pequenos, prendendo a atenção até dos mais bagunceiros.

Como a plataforma virtual ainda não monetizava a produção pelo trabalho, Galinha Pintadinha apostou no mundo dos licenciados. Muito antes de Rihanna lucrar com a Fenty Beauty e a Beyoncé ficar ainda mais rica com a Ivy Park, a rainha da fazenda já enriquecia com os produtos personalizados vendidos aos fãs.

- Com informações da Forbes

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos