Aos 41, Cauã Reymond interpreta personagem de 18 e vira meme

·3 min de leitura
Cauã Reymond interpreta gêmeos em
Cauã Reymond interpreta gêmeos em "Um Lugar ao Sol" (Foto: Reprodução/Globo)

Resumo da Notícia:

  • Cauã Reymond não convenceu na pele de seus personagens aos 18 anos

  • Até rolar a passagem de tempo, o episódio recebeu críticas nas redes sociais

  • Em entrevista coletiva, Cauã garante que este foi o seu trabalho mais difícil

A estreia de "Um Lugar ao Sol" na noite desta segunda-feira (8) repercutiu nas redes sociais. O público estava com saudade de uma novela inédita na faixa das nove. Entre os assuntos que mais bombaram, esteve a atuação de Cauã Reymond, protagonista da trama, que passou seis anos longe das novelas. 

Intérprete dos gêmeos Christian e Renato, Cauã chamou atenção por um motivo curioso logo nas primeiras cenas do episódio. O ator, de 41 anos, interpretou os rapazes com apenas 18 anos até a tão esperada passagem de tempo. No Twitter, o que não faltou foi gente incomodada e cheia de referências.

Leia também

A pergunta que não quer calar: tá faltando ator jovem?

Parece que essa história a gente já conhece...

 Cauã tá bem conservado, mas não colou

Chaves tinha quantos anos mesmo?

Antes do lançamento, Cauã Reymond conversou com a imprensa sobre a novela. Segundo ele, que gravou durante a pandemia, o trabalho já pode ser considerado o mais difícil de toda a sua carreira.

"Com três meses de antecedência, eu comecei a ensaiar e me preparar. Faz parte do trabalho, do meu desejo de entregar um trabalho de qualidade", diz ele, que ficou receoso com a retomada, não só pela pandemia, mas por ter passado tanto tempo sem fazer novelas. "Fiquei quase seis anos sem fazer novela, estava muito inseguro, sabia que ia ser difícil. Posso dizer que foi o trabalho mais difícil que já fiz em termos de complexidade", revela.

Em "Um Lugar ao Sol", Renato é adotado e levado para o Rio de Janeiro, onde cresce com uma família rica. Christian, por sua vez, é encaminhado para um abrigo e só sai de lá com 18 anos, sem perspectivas ou oportunidades. O destino faz os dois se reencontrarem. A partir daí, os irmãos escrevem uma nova história.

Conversando com o irmão da vida real sobre o desafio de interpretar personagens tão complexos, Cauã descobriu que sua mãe, que morreu em 2019, tinha algo em comum com os gêmeos da ficção: ela também foi adotada.

"A novela me trouxe para um universo muito duro. Me colocou para pensar na realidade da minha mãe. Ela foi adotada em uma situação muito triste. A irmã da minha mãe morreu de desnutrição e foi entregue de mão em mão até chegar na minha avó. Fiquei sabendo disso pelo meu irmão, que foi meu dublê", diz o ator.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos