Aos 43 anos, suposto filho de Emílio Santiago sofre com sequelas de um segundo AVC e, sem plano de saúde, aguarda cateterismo no SUS

Após quase dez anos de espera, Aleksander Nunes espera ter nesta quinta-feira, 27, o tão desejado exame de DNA para poder comprovar ou não se é mesmo filho de Emílio Santiago. Por trás da angústia de não saber qual é a sua origem de fato, o produtor musical ainda vem passando por mais um drama.

Aos 43 anos, recentemente, Aleksander teve outro AVC e está andando com o auxílio de uma bengala. O produtor, que mora em Bom Jesus da Lapa, na Bahia, já tinha passado por um acidente vascular cerebral há nove anos, logo depois da morte de Emílio, no Rio de Janeiro. O cantor também foi vítima de complicações após um AVC isquêmico vindo a óbito em 2013.

Depois da exumação, Aleksander vai voltar para a Bahia e precisa passar por um cateterismo. Sem plano de saúde, ele está sendo atendido pelo SUS e foi proibido por seu médico de dar entrevistas e orientado a se estressar o menos possível. O suposto filho de Emílio vive hoje com a pensão da mãe, de um salário mínimo, e de um cargo que ocupa na prefeitura de onde mora e paga pensão alimentícia para dois filhos.

Para o exame de comprovação de paternidade, Aleksander chegou a fazer uma vaquinha virtual para arrecadar R$ 15 mil. Dezoito meses após a morte de Emílio, Aleksander fez o primeiro teste de DNA com a meia-irmã do cantor. O laudo apontou o resultado em 63% de certeza do grau de parentesco entre eles. Mas somente uma exumação dos restos mortais de Emílio poderia comprovar com uma porcentagem maior.

Tempos depois, o produtor fez outro exame com material genético de Emílio que teria sido guardado antes de sua morte, mas o resultado apontou apenas 12% de chance de o cantor ser seu pai.

Agora, Aleksander finalmente conseguiu autorização da Justiça para que a exumação do corpo de Emílio fosse feita e, assim, pudesse comprovar, ou não, o parentesco com o músico. Na época da morte, a herança deixada por Emílio foi calculada em R$ 10 milhões.