Aos 73 anos, morre cineasta Jonathan Demme

Los Angeles (EUA), 26 abr (EFE).- Jonathan Demme, diretor do suspense "O Silêncio dos Inocentes", filme que lhe rendeu o Oscar, morreu nesta madrugada em Nova York, aos 73 anos, por complicações derivadas de um câncer no esôfago, informou o site "IndieWire".

O cineasta, que também tinha problemas no coração, fez tratamento contra o câncer em 2010, mas teve uma recaída em 2015 e seu estado de saúde piorou nas últimas semanas.

Além de "O Silêncio dos Inocentes", entre seus trabalhos mais lembrados estão "Filadélfia", protagonizada por Tom Hanks, Denzel Washington e Antonio Banderas; "Sob o Domínio do Mal" e "O Casamento de Rachel".

Recentemente, ele dirigiu Meryl Streep na comédia "Ricki and the Flash: De volta pra casa" (2015) e depois mergulhou em "Justin Timberlake + the Tennessee Kids" (2016).

Demme teve dois casamentos. Primeiro com Evelyn Purcell e depois com Joanne Howard, com quem teve três filhos. EFE