Aos 73 anos, morre o ex-governador de São Paulo Luiz Antonio Fleury

Logo Agência Brasil
Logo Agência Brasil

O  ex-governador de São Paulo, Luiz Antônio Fleury Filho, morreu nesta terça-feira (15), aos 73 anos de idade, na capital paulista. A causa da morte ainda não foi divulgada. A morte foi confirmada em publicação divulgada pelo MDB em uma rede social.

Promotor de Justiça, Fleury foi secretário de Segurança Pública do estado de São Paulo na gestão de Orestes Quércia e exerceu dois mandatos como deputado federal pelo PMDB.

Notícias relacionadas:

Um dos episódios que marcaram a gestão de Fleury a invasão na Casa de Detenção de São Paulo, conhecida como Carandiru, pela Polícia Militar, durante uma rebelião em 2 de outubro de 1992. Morreram 111 presos, e o episódio ficou conhecido como massacre do Carandiru.

Em mensagem no Twitter, o deputado federal Baleia Rossi (SP), presidente nacional do MDB, lamentou a morte de Fleury, que era membro da Executiva Estadual do partido, e enviou condolências a parentes e amigos do ex-governador.

O governador em exercício, Carlão Pignatari, decretou luto oficial de três dias no estado de São Paulo pela morte de Fleury. Em nota, manifestou pesar e enviou condolências à família e aos amigos do ex-governador.

Cumprindo hoje agenda em Nova York, o governador Rodrigo Garcia também fez questão de destacar a trajetória de Fleury Filho.  “Meus sentimentos aos familiares e amigos do governador Luiz Antônio Fleury Filho, um servidor dos paulistas e do estado de São Paulo em todas as etapas da sua vida profissional e política. Sua partida entristece os que conviveram com seu sorriso generoso e seu jeito franco e aberto.”

Velório

O corpo do ex-governador de São Paulo Luiz Antônio Fleury Filho será velado na Funeral Home, próximo à Avenida Paulista, das 13h às 17h desta terça-feira. O velório não será aberto ao público.

O texto foi ampliado às 13h37