Aos 83 anos, Anthony Hopkins é o mais velho a vencer o Oscar de melhor ator

O Globo
·1 minuto de leitura

A atuação como um idoso que enfrenta sintomas de demência em "Meu pai" valeu a Anthony Hopkins não só o segundo Oscar de sua carreira, mas também um recorde. Com 83 anos, o galês tornou-se o mais velho a vencer a categoria de melhor ator.

Hopkins dividia o favoritismo com Chadwick Boseman, de "A voz suprema do blues" — uma indicação póstuma ao ator morto em 2020, aos 43 anos, de câncer. Enquanto o primeiro havia vencido o BAFTA, o segundo ficou com o Globo de Ouro.

Vencedor do Oscar em 1992 por "O silêncio dos inocentes", Hopkins não esteve presente à festa da Academia, nem mesmo enviou alguma mensagem de agradecimento.