Aos 90 anos, Cristo Redentor é responsável por 21 mil empregos

·1 minuto de leitura
Cristo Redentor, Rio de Janeiro
Monumento completa 90 anos hoje (12)

(Getty Images)

  • Pesquisa aponta que o Cristo Redentor é responsável por gerar 21,3 mil empregos

  • Ao ano, o monumento movimenta cerca de R$ 1,4 bilhão

  • Fatores como religiosidade e sustentabilidade foram sugeridos para integrar agenda estratégica

O Cristo Redentor, que completa 90 anos nesta terça-feira (12), é gigante não somente na estrutura, como no impacto que traz à economia do Rio de Janeiro. Segundo uma pesquisa da FGV (Fundação Getúlio Vargas), o monumento mais famoso do Brasil é responsável por gerar 21,3 mil empregos.

Leia também:

Desse número, 16.493 são criados de forma direta, por meio de tudo aquilo que “o público visitante paga diretamente a transportes, comércio, entretenimento/ingressos, bares e restaurantes e, para não residentes na cidade, hotéis, agências de viagens, locadora de veículos e outros”, explica a FGV. Outros 4.900 são gerados de forma indireta.

Mas não para por aí. Tal é a importância do Cristo Redentor que é movimentado, por ano, cerca de R$ 1,4 bilhão. A maior parcela, de R$ 861 milhões, corresponde às atividades ligadas ao turismo, como transporte, alimentação, comércio, entretenimento e hospedagem.

O estudo foi entregue à Arquidiocese do Rio de Janeiro e divulgado pela CNN. De acordo com as informações do veículo, a FGV ainda prevê alguns fatores a serem explorados até 2030, de forma a criar uma agenda estratégica.

Entre os pontos apontados, estão: religiosidade, sustentabilidade ambiental, sustentabilidade financeira e solidariedade. Capacitação profissional dos gestores e sistema informatizado de controle de doações também aparecem na pesquisa.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos