Após 13 tentativas e recorde indesejado, Al Horford chega à primeira final da NBA, aos 36 anos

O Boston Celtics garantiu vaga nas finais da NBA depois de 12 anos ao ficar com o título da Conferência Leste, domingo, superando o Miami Heat por 100 a 96, na Flórida. Muito celebrada pelos torcedores, a volta à decisão tem vários protagonistas, do superastro Jayson Tatum ao treinador Ime Udoka, mas uma figura é marcante na trajetória: o ala-pivô veterano Al Horford.

Com 36 anos, Horford é o jogador mais velho dos Celtics. Autor de alguns dos bloqueios mais marcantes contra o Miami, o veterano tem consistência e desempenho que não se ofuscam diante de companheiros mais badalados, como Tatum, o armador Marcus Smart e ala Jayleen Brown. Festejado por fãs e colegas, Horford, assim como o próprio Celtics, buscava chegar à final há mais de uma década.

— Ele é incrível, o que ele tem feito no decorrer da temporada. Ele já chegou em forma, orgulhoso e querendo jogar. Para ele, jogar 44 minutos, nesse estágio da carreira e entregar tudo em quadra... a liderança dele é inquestionável — afirmou Ime Udoka, treinador dos Celtics

Recorde indesejado

Detentor do maior número de jogos de playoffs sem disputar uma final, o dominicano de 36 anos encarou 141 partidas em 13 pós-temporadas nos 15 anos de carreira na NBA. Ele disputou três finais de conferência (duas com o Boston e uma com o Atlanta), mas ficou pelo caminho.No domingo, Horford foi homenageado, recebendo das maõs de Cedric Maxwell (ex-Celtics), o troféu de vencedor do Leste.

— Vencer é difícil. Nós passamos por esse processo descobrindo e entendendo como ganhar, com esse time e grupo, é experiência atrás de experiência, são “batalhas-teste” que nos permitem continuar crescendo — declarou.

Nascido em Puerto Plata, na República Dominicana, Al é o jogador latino mais bem pago da liga recebendo aproximadamente 27 milhões de dólares (R$ 128 milhões). Ele é filho do ex-jogador Tito Horford (ex-Bucks), e que chegou a atuar no Brasil por três anos jogando no Sírio e Suzano. Al é o primeiro dominicano a se classificar para uma final da NBA.

— Estou muito grato e alegre. Estamos aqui em Miami, muito perto da República Dominicana, sei que minha família está feliz e que todo mundo estava feliz assistindo, o país estava assistindo… Sei que todos estavam, eles ficaram me mandando fotos. Estavam prontos para isso e estão curtindo — declarou contente após ser lembrado do feito histórico.

No jogo decisivo, domingo, Horford pegou 14 rebotes e deu três assistências, destacando-se ainda no primeiro tempo pelo toco em Max Strus impedindo uma enterrada que se converteu em ponto para os Celtics no rebote de Jayleen Brown.

Boston Celtics e Golden State Warriors entram em quadra quinta-feira às 22h (Brasília) para disputar o primeiro jogo da grande final da liga. A partida terá transmissão da Band TV(aberto), ESPN(cabo) e STAR+ (streaming).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos