Após acidente com Marília Mendonça, senador cria projeto de lei sobre sinalização de torres e linhas elétricas

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Após o acidente com Marília Mendonça, o senador Telmário Mota criou um projeto de lei para estabelecer critérios para a sinalização de linhas aéreas de transmissão de energia. A família do piloto Geraldo Medeiros se reuniu com o autor em Brasília.

"Reuniões com lanche", brincou Vitória Medeiros, no Instagram, filha de Geraldo, ao postar uma foto do projeto de lei.

O avião em que viajavam a artista, o produtor da cantora, Henrique Bahia, o tio e assessor, Abicieli Silveira, o piloto, Geraldo Medeiros, e o copiloto Tarciso Pessoa, caiu em Caratinga, interior de Minas Gerais, após se chocar com cabos elétricos.

Na proposta, as torres deverão ser pintadas em cores que possibilitem aos pilotos de aeronaves identificá-las como sinal de advertência. Há ainda a permissão para concessionárioas utilizarem outras placas de advertência.

Processo contra Cemig

A filha do piloto de avião Geraldo Martins de Medeiros Júnior, Vitória Medeiros, pretende processar a Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) pelo acidente que levou à queda do bimotor em que estava a cantora de sertanejo Marília Mendonça.

Os advogados de Vitória Medeiros pretendem argumentar que faltava a devida sinalização nas torres de energia na região do aeroporto em que a aeronave que levava a cantora deveria ter pousado. A Cemig chegou a informar que o avião colidiu com um cabo de energia momentos antes de cair nas proximidades de um riacho. Moradores da região que dizem ter testemunhado o acidente também relataram ter visto a colisão.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos