Após acusação de transfobia, cantores adaptam letra de 'Lili': 'Para exaltar o amor'

Extra

Os sertanejos Pedro Motta e Henrique, que tiveram a música "Lili" retirada das plataformas de streaming por conter versos transfóbicos, fizeram um novo pedido de desculpas. E, dessa vez, alteraram os versos da canção para algo que agradou a integrantes da comunidade LGBT.

"Quando lançamos a música, de forma alguma queríamos ser preconceituosos. Queríamos exaltar e evidenciar o amor através dela", disse Pedro Motta.

"Mas como somos leigos, não conseguimos alcançar os nossos principais objetivos", justificou Henrique.