Após Amber Heard, Johnny Depp também recorre de decisão de tribunal

O ator americano Johnny Depp entrou, nesta sexta-feira, com um recurso no processo de difamação movido por Amber Heard, um dia após sua ex-mulher ter feito o mesmo. Heard recorreu, na quinta-feira, da decisão final do processo multimilionário que a condenou por difamação contra o ator de Piratas do Caribe.

Entenda: Amber Heard entra com apelação na justiça contra veredito a favor de Johnny Depp

Johnny Depp x Amber Heard: 12 momentos marcantes no tribunal

Após seis semanas de julgamento, o ator foi condenado a pagar US$ 2 milhões para Amber Heard por declarações difamatórias. Já a atriz, deve indenizar Depp em US$ 10 milhões.

"O autor e o réu John C. Depp II, através de seu advogado, apela para o tribunal de apelações da Virgínia de todas as decisões adversas e da ordem de julgamento final deste tribunal de circuito emitido em 24 de junho de 2022", dizem os documentos entregues ao tribunal de Fairfax, no estado da Vírginia.

Na última quinta-feira, os advogados de Heard haviam interposto recurso alegando que erros teriam sido cometidos durante o julgamento e, por isso, ele deveria ser anulado.

"O júri ouviu as extensas evidências apresentadas durante o julgamento de seis semanas e chegou a um veredicto claro e unânime de que a própria acusada difamou Depp, em várias instâncias. Continuamos confiantes no nosso caso, este veredicto permanecerá", disse a defesa de Depp em nota enviada ao site americano Deadline.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos