Após ataques racistas, filho recém-nascido de atacante nigeriano recebe cidadania italiana

·1 minuto de leitura

Contratado do italiano FC Crotone, o atacante nigeriano Nwankwo Simy e a família têm recebido ataques racistas por meio das redes sociais. Como resposta, o presidente da Câmara local, Vincenzo Voce, tomou uma atitude: concedeu cidadania horária ao filho recém-nascido do jogador.

No Instagram, Simy recebeu comentários de agressores desejando "que ele morresse de câncer pancreático”.

“Já me sinto como se fosse de Crotone. Vivo aqui há cinco anos e sinto o carinho das pessoas. Agradeço está mensagem”, escreveu o atacante, de 28 anos, que ainda tem uma filha mais velha.

— A cidade gosta de vocês e este certificado é um abraço simbólico. Denunciar publicamente estes incidentes é dar o exemplo: temos de expor estas pessoas, porque só percebendo a gravidade desses atos é que podemos combater a intolerância, a violência, o racismo — declarou Voce, no momento da entrega