Após calor intenso, temperatura deve cair até 18ºC em SP

·2 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A cidade de São Paulo registrou forte calor nesta quarta (25) e baixa umidade do ar, mas uma frente fria deve derrubar os termômetros nas próximas 48 horas. A queda esperada é de até 18ºC.

Segundo o Inmet, a temperatura máxima em São Paulo, medida no Mirante de Santana, foi de 32,3ºC. Há previsão de que nesta quinta (26) a cidade possa bater o recorde de calor no ano, que foi de 34,1ºC em 30 de janeiro.

O calorão, no entanto, deve se dissipar. Uma frente fria chega ao estado de São Paulo na noite de quinta e, na sexta (27), a temperatura máxima deve ser de 21ºC, e a mínima, de 16ºC.

As altas temperaturas na capital paulista são provocadas por uma massa de ar seco e quente que, nos últimos dias, cobriu vários estados do país e deixou os percentuais de umidade do ar bastante baixos.

Na tarde desta quarta, a cidade entrou em estado de atenção pela baixa umidade do ar, que ficou próxima dos 20% durante a tarde, segundo o CGE (Centro de Gerenciamento de Emergências Climáticas da Prefeitura de São Paulo).

Na sexta, após a chegada da frente fria, a capital receberá ventos, que sopram do quadrante sul, derrubando a temperatura e ajudando a aumentar significativamente os índices de umidade, segundo o CGE. Essa condição ajuda a dispersar poluentes e melhora a qualidade do ar.

Há também previsão de pancadas de chuva em alguns locais do centro, oeste e sul do estado.

A partir de sexta, as áreas de instabilidade da frente fria devem provocar chuva e muita nebulosidade em praticamente todo o estado de São Paulo. Chuvas mais frequentes e volumosas são esperadas no sul do estado.

Os meteorologistas explicam que as oscilações bruscas e os recordes de temperatura estão se tornando mais frequentes em consequência da crise do clima.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos