Após campanha, Jaboticabal tem três mulheres entre os 5 mais votados para a Câmara

MARCELO TOLEDO
·1 minuto de leitura

RIBEIRÃO PRETO, SP (FOLHAPRESS) - Três mulheres foram eleitas vereadoras neste domingo (15) em Jaboticabal (a 342 km de São Paulo), com votações que as deixaram entre os cinco nomes mais bem votados para a próxima legislatura. O aumento da presença feminina na Câmara -no atual mandato só há uma vereadora -ocorreu num pleito que contou com um movimento suprapartidário, Mulher Elege Mulher, que pregou durante toda a campanha eleitoral o voto feminino. A cidade tem 13 vereadores. A mais votada foi a delegada Andréa Nogueira (PSC), 50, com 820 votos, seguida pela professora Paula Faria (PT), 32, com 676 votos. A enfermeira Renata Assirati (PSC), 53, foi a quinta colocada, com 647 votos. "Temos 53% dos eleitores, mas não vemos essa representatividade na Câmara, por isso nos unimos, sem partidarismo, para pregar o voto em mulheres", disse Patrícia Villata, uma das apoiadoras do movimento. Ela qualifica o resultado como ótimo, mas com possibilidade de crescer mais. "Poderíamos ter conseguido eleger cinco, que ficaram muito próximas de uma vaga, uma dela por apenas 11 votos." O movimento, segundo ela, vai continuar ativo após a eleição deste ano na cidade do interior paulista. Na campanha majoritária, só havia na disputa a ex-prefeita Maria Carlota Niero Rocha (PT), que foi candidata a vice de Baccarin, também petista. Emerson foi eleito com 42,54% dos votos válidos (14.218 votos), seguido pelo atual vice-prefeito, Vitorio de Simoni (MDB), com 24,76%, e João (18,32%). Baccarin (PT) teve 10,37% dos votos válidos e Marcos Bolsonaro (PSL), 4,01%.