Após conseguir direito de resposta, PSOL dirá nas redes de Crivella que prefeito precisa respeitar professores

Paulo Cappelli
·1 minuto de leitura
Foto: Daniel Ramalho/ TV Globo

Após conseguir direito de resposta na Justiça Eleitoral, o PSOL gravará um vídeo na noite desta sexta-feira afirmando que o prefeito Marcelo Crivella (Republicanos) precisa aprender a "respeitar os professores". Crivella terá que veicular o conteúdo em sua conta oficial do Facebook neste sábado. Como antecipou o colunista Ancelmo Gois, o prefeito foi condenado a postar o direito de resposta após gravar um vídeo ao lado do deputado federal Otoni de Paula (PSC) no qual ambos sugerem que o PSOL incentivaria a prática de pedofilia nas escolas municipais caso Eduardo Paes (DEM) seja eleito.

Ao GLOBO, o deputado federal Marcelo Freixo, principal nome do partido no estado, disse que o vídeo publicado pelo prefeito ofendeu não só o PSOL, mas todos os profissionais de Educação.

— Vou discutir com o partido os termos exatos do vídeo que vamos gravar hoje, mas acho que o mais importante é destacar o respeito que os professores merecem. Uma pessoa que é prefeita da cidade do Rio não pode desrespeitar professores, dizendo que as escolas podem virar ambiente de pedofilia e que a escola é lugar de troca de favores políticos. Crivella precisa respeitar a Educação e os educadores — disse Freixo, que deverá ser o porta-voz do PSOL no vídeo.

A sentença que condenou Crivella a postar o direito de resposta diz:

"A liberdade de manifestação do pensamento deve ser exercida com responsabilidade no uso das informações, já que o interesse da coletividade na informação é que deve ser atendido. Não há interesse social justo na publicação de informações que se destinem à difusão de malignidade."