Após cortes no Orçamento, governo abre espaço para R$ 4,8 bi em despesas

·1 minuto de leitura

BRASÍLIA – Após impor vetos e bloqueios para solucionar o impasse em relação à sanção do Orçamento, o governo indicou que poderá abrir espaço de R$ 4,8 bilhões.

A informação consta do relatório de avaliação de receitas e despesas, divulgado pelo Ministério da Economia nesta sexta-feira.

Ao sancionar o Orçamento, Bolsonaro vetou R$ 19,8 bilhões e bloqueou outros R$ 9 bilhões. Essa sinalização da Economia indica que há espaço para liberar R$ 4,8 bilhões deste bloqueio.

Ainda assim, há um descompasso entre receitas e despesas, que estão R$ 4,5 bilhões acima do teto de gastos.

O relatório ainda aponta a melhoria do resultado primário do governo. A nova estimativa aponta para um déficit menor, passando de R$ 286 bilhões (3,5% do PIB) para R$ 187,7 bilhões (2,2% do PIB). A justificativa é a melhoria da receita, impulsionada pela retomada do crescimento.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos