Após deixar Viradouro, Raissa Machado deve assumir posto de rainha no lugar de Lívia Andrade na Paraíso do Tuiuti

·1 minuto de leitura

Muita gente ficou surpresa com a despedida de Raissa Machado após sete anos à frente dos ritmistas da Viradouro. Afinal, ela era a rainha de bateria da escola campeã do carnaval carioca em 2020, ocupando um cargo que nunca havia sido ameaçado pelo torra-torra de quem paga mais pelo cargo. Pois ela deve voltar à Avenida em 2022 (ou quando houver novamente desfiles), mas desta vez na Paraíso do Tuiuti, ocupando o lugar que até agora era de Lívia Andrade.

Segundo fontes do mundo carnavalesco, Raissa foi procurada .pela agremiação para uma conversa inicial. A saída da Viradouro não foi tão amigável assim, com desentendimentos entre o marido de Raissa, Paulo Bagueira, hoje vice-prefeito de Niterói, e a direção da escola.

“É uma despedida que dói. Dói muito! Afinal, são anos dedicados de ensaios incansáveis na quadra, na rua, onde sempre fui por puro prazer. Prazer de estar com essa comunidade que me abraçou; com meus ritmistas, que para mim são uma família de 280 pessoas; minhas baianas, que eu amo ver a garra de dançar; a ala de passistas dando um show a parte", escreveu ela em rede social, no dia 6 de janeiro, sem dar maiores explicações. Após a publicação, Raíssa recebeu o apoio de outras rainhas de bateria, como Evelyn Bastos, da Mangueira, e Vibviane Araújo, do Salgueiro.