Após desbloqueio do Twitter, Trump afirma que direcionará esforços para transição pacífica

·1 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Em um vídeo publicado no Twitter na noite desta quinta-feira (7), o presidente Donald Trump condenou a violência dos manifestantes que invadiram o Congresso americano na quarta (6), chamando o ataque de odioso. "Agora, o Congresso certificou os resultados. Uma nova administração tomará posse em 20 de janeiro. Meu foco agora se volta para garantir uma transição de poder pacífica, ordenada e contínua. Este momento exige cicatrização e reconciliação", disse. Com um discurso de tom conciliador, Trump não mencionou fraudes, mas afirmou que todos os esforços dos últimos meses eram para garantir que a eleição fosse legítima. Ainda disse que foi ele o responsável por enviar a Guarda Nacional para ajudar os policiais do Capitólio a conter os vândalos. Nesta quarta (6), a sessão conjunta do Congresso para certificar a vitória de Joe Biden nas eleições foi interrompida após apoiadores de Trump invadirem o Congresso. Insuflados pelo presidente, eles vandalizaram o local. Ao menos quatro pessoas morreram nos tumultos na capital do país, Washington.