Após desistência, Sabará se junta a Russomanno e anuncia auxílio a candidato no plano de governo

JOELMIR TAVARES E CAROLINA LINHARES
·1 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Filipe Sabará, que era candidato a prefeito de São Paulo pelo Novo e deixou a disputa após ser expulso do partido e perder sua postulante a vice, anunciou nesta quarta-feira (11) que vai colaborar no plano de governo de Celso Russomanno (Republicanos). Sabará, que perdeu apoio em sua antiga legenda por, entre outras razões, ter feito elogios a Jair Bolsonaro (sem partido), disse à reportagem que o gesto não necessariamente significa um endosso ao postulante que conta com o apoio do presidente na capital. Segundo ele, sua tarefa será contribuir nas áreas social e ambiental do documento. "Nossas equipes se falaram e eu aceitei contribuir com o plano de governo. Estou auxiliando no plano. Se ele seguir o plano, eu [o] apoio", afirmou. Sabará já havia afirmado em entrevista que estava desempenhando esse papel e tinha oferecido seu próprio plano de governo, agora invalidado, a Russomanno. O ex-filiado do Novo diz que seu objetivo é ajudar São Paulo e que fez o acordo porque, segundo ele, o deputado é "um candidato com chances de ir para o segundo turno".