Após devolução de aeroporto de Natal, governo já prevê relicitação do Galeão em 2023

Geralda Doca e Glauce Cavalcanti
Aeroporto Internacional Tom Jobim (RioGaleão)

BRASÍLIA E RIO - Após o grupo argentino Inframérica ter entrado com pedido, na quinta-feira, para devolver a concessão do em São Gonçalo do Amarante (RN), à União, o governo já prevê que também o terminal do Galeão, no Rio, terá de ser relicitado.

O secretário de Aviação Civil, Ronei Saggioro Glanzmann, admitiu ao GLOBO que também acendeu a luz amarela para o Aeroporto Internacional Tom Jobim.

A partir de 2023, a concessionária RIOgaleão terá que voltar a pagar a parcela anual do contrato no valor de R$ 1 bilhão, mas o volume de passageiros está aquém do projetado.

Leia aqui a íntegra da reportagem exclusiva para assinantes do GLOBO.