Após documentário, Glória Perez vai escrever livro sobre a filha Daniella Perez: 'Projeto de vida'

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Embora tenha participado e contribuído para o documentário "Pacto Brutal", que narra o assassinato de Daniella Perez, Glória Perez ainda quer escrever sua própria história sobre a filha. A autora de novelas quer transformar em livro não só os bastidores do processo, que culminou com a condenação de Guilherme de Pádua e Paula Thomaz, os dois assassinos da atriz, mas também sobre como era a jovem na intimidade.

"Já me sinto aliviada que agora existe um registro da Dani que corresponde à verdade. Mas ainda quero escrever meu livro. É um projeto de vida", disse Glória numa live com a jornalista Marcia Piovesan.

Parceiro de cela dá depoimento

Uma das novidades no documentário sobre o caso é a entrevista de um detento que dividiu cela com Guilherme de Pádua, durante os seis anos e quatro meses que ele ficou preso no presídio Ary Franco, em Água Santa, na Zona Norte do Rio. "Um ou outro detalhe surgiram como novidades para mim, mas nada que modificasse o rumo do processo", disse Glória.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos