Após dois anos, mulher presa por invadir cercado de leões em zoo dos EUA é procurada pela polícia por cometer o mesmo crime

·1 min de leitura

A polícia de Nova York, nos Estados Unidos, está em busca de Myah Autry, após ela invadir o espaço destinado aos leões no zoológico do Bronx. Não é a primeira vez que a mulher comete o crime. Em 2019, chegou a ser presa pelo mesmo motivo, e foi acusada de invasão de propriedade privada.

Imagens obtidas pela emissora de TV WNBC mostra que na quinta-feira, Myah, usando um vestido vermelho e xale com estampa de leopardo, ficou em pé em frente a um leão e começou a conversar com ele. Ela segurava rosas e jogou dinheiro na direção do animal.

“Esta situação envolve um indivíduo que está determinado a assediar nossos leões sem se importar com sua segurança, com a segurança de nossa equipe e nossos visitantes, e com o bem-estar dos leões. O zoológico do Bronx tem uma política de tolerância zerocom questões como essa e buscará todas as medidas cabíveis contra esse indivíduo e qualquer pessoa que viole as regras de segurança do parque”, criticou um porta-voz da insituição em um comunicado.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos