Após empresas interromperem operação de cruzeiros no Brasil, governo anuncia suspensão da atividade

·1 min de leitura

BRASÍLIA— Após as empresas que operam cruzeiros marítimos decidirem por conta própria interromper as operações no país, o governo federal decidiu, na noite desta segunda-feira, acatar recomendação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e suspender temporariamente a temporada de navios turísticos no país até 21 de janeiro.

Em nota conjunta, cinco ministérios (Casa Civil, Saúde, Infraestrutura, Justiça e Turismo) anunciaram que tomaram a decisão após se reunirem com empresas do setor e com secretários de saúde estaduais e municipais.

De acordo com o governo, a reunião com gestores serviu para discutir estratégias diante do aumento de casos da variante ômicron nas embarcações que operam na costa brasileira.

" O Governo Federal continuará, nos próximos dias, a promover reuniões com municípios, estados e empresas para, juntos, reavaliarem a possibilidade do retorno das atividades", diz o comunicado.

No dia 31 de dezembro, a Anvisa recomendou ao Ministério da Saúde que suspendesse a temporada de cruzeiros no país após surtos de Covid-19 nas embarcações. Desde então, o governo federal afirmou que a situação estava sob avaliação.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos