Após falha em app, PSDB contrata empresa de tecnologia para auxiliar prévias

·1 min de leitura

BRASÍLIA — O PSDB anunciou que contratou a empresa Relata Soft, especialista em sistemas eleitorais, para conseguir concluir a votação das prévias que definem o candidato à Presidência pelo partido em 2022. A ideia é finalizar a votação até o final dessa semana. A eleição deveria ter sido encerrada no último domingo, mas, devido a uma falha no aplicativo, os filiados não conseguiram votar.

Na manhã desta terça-feira, representantes das três equipes — o governador de São Paulo João Doria, o do Rio Grande do Sul Eduardo Leite e o ex-prefeito de Manaus Arthur Virgilio, que competem pela candidatura — se reuniram com a empresa.

A firma desenvolveu um sistema, chamado D.Vota, que será testado a partir de hoje pelas equipes. Se o teste for bem-sucedido, esse software será utilizado para que os 40 mil filiados que não votaram até agora possam participar das prévias.

Na tarde desta quarta-feira, as equipes dos candidatos se reúnem com a Faurgs (Fundação de Apoio da Universidade Federal do Rio Grande do Sul), que desenvolveu o aplicativo original das prévias. A expectativa é que a fundação esclareça por que houve uma sobrecarga no domingo.

A depender do resultado desta reunião, será avaliada a continuidade do uso do aplicativo. O sistema da Relata Soft é um "plano B", segundo integrantes do partido.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos