Após greve geral, Temer diz que reformas defendidas pelo governo seguirão em frente

(Reuters) - O presidente Michel Temer disse nesta sexta-feira, quando se realizou uma greve geral contra as reformas trabalhista e da Previdência, que a "modernização da legislação" continuará.

"O trabalho em prol da modernização da legislação nacional continuará, com debate amplo e franco, realizado na arena adequada para essa discussão, que é o Congresso Nacional", disse Temer em nota.

(Por Alexandre Caverni)