Após incêndio criminoso em foodtruck, família cria vaquinha para retomar negócio; ex-namorado da filha é suspeito

No último dia 1º de janeiro , por volta das 5h da manhã, Pedro Gabriel Domingues Pinto apareceu na porta da casa da família Carpentieri, no Largo do Pechincha, em Jacarepaguá, e começou a xingar o pai de sua namorada, Rodrigo, e a ameaçar a jovem. Rodrigo Carpentieri conta que pediu que o rapaz fosse embora e voltasse depois para que todos pudessem conversar. Pedro Gabriel saiu, mas, como consta no boletim de ocorrência lavrado mais tarde, dirigiu-se ao foodtruck de família, no mesmo bairro, e ateou fogo ao negócio, único sustento de pais e filha. Agora, os Carpentieri tentam, por meio de uma vaquinha on-line, conseguir dinheiro para montar um novo foodtruck.

Risco de acidente: Moradores pedem mudança em linha de ônibus que invade pista contrária na Estrada do Joá

Legado olímpico: começam obras para transformar Arena Carioca 3, na Barra, em escola

— Até agora não entendemos o que aconteceu. Ele nunca tinha sido agressivo e bebia socialmente. Eles estavam juntos há seis meses. Eles passaram o ano novo juntos, e ele veio deixar minha filha em casa porque ela estava cansada. Nós nos assustamos quando ele apareceu novamente — conta Carpentieri.

Pedro Gabriel foi detido na Região dos Lagos, após ter tido a prisão preventiva decretada pelo Plantão Judiciário do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro. As primeiras informações dadas pela Polícia Civil davam conta de que ele não aceitava o fim do relacionamento com a filha de Carpentieri.

A família ocupa o mesmo ponto no Largo do Pechincha há dez anos anos, e somente há três conseguiu dinheiro para comprar uma estrutura melhor para trabalhar.

— A vaquinha está pedindo R$ 50 mil. A gente tinha freezer, liquidificador, muitos equipamentos que são caros. Eu ainda estava pagando uma vitrine de exposição que tinha acabado de comprar — lamenta.

Além da mulher e da filha, Carpentieri mora com a sogra e seu marido, a quem costuma ajudar.

Para ajudar a família, o link do financiamento coletivo é vakinha.com.br/3367641.

SIGA O GLOBO BAIRROS NO TWITTER (OGLOBO_BAIRROS)