Após iniciar incêndio no Novo México, governo dos EUA pede às vítimas que paguem

Por Andrew Hay

TIERRA MONTE, Estados Unidos (Reuters) - Depois que o governo dos Estados Unidos iniciou o maior incêndio florestal da história do Novo México no mês de abril, está pedindo às vítimas que paguem os custos de recuperação em terras privadas, comprometendo os esforços de socorro, segundo moradores e autoridades estaduais.

O fogo foi desencadeado pelo Serviço Florestal dos EUA (USFS, na sigla em inglês) para reduzir o risco de mais incêndios florestais. As queimadas ficaram fora de controle após uma série de erros que incendiaram 432 casas e mais de 1.373 quilômetros quadrados de florestas e prados, em sua maioria de propriedade privada, muitos deles ocupados por membros de comunidades centenárias de rancheiros indo-hispânicos.

"Hoje estou anunciando que o governo federal está cobrindo 100% do custo", disse o presidente Joe Biden durante uma visita ao Novo México em junho. Biden estava anunciando que os EUA cobririam a remoção de detritos e as medidas de proteção de emergência.

Mas algumas leis federais de compartilhamento de custos dentro de outros programas federais de ajuda estão limitando a autoridade de Biden e expondo buracos na rede de segurança do governo destinada a ajudar sobreviventes e restaurar paisagens.

É um sistema para o qual mais norte-americanos recorrerão à medida que incêndios extremos e enchentes se tornarem a norma das mudanças climáticas.

"EU NÃO CAUSEI ESSE MALDITO INCÊNDIO"

A medida de Biden pretendia unir o auxílio da FEMA (Agência Federal de Gestão de Emergências) e um projeto de lei do Congresso que pode ser aprovado no outono para fornecer 100% de compensação federal pelas perdas do chamado incêndio do Hermit's Peak Calf Canyon.

Daniel Encinias estava entre os sobreviventes que conheceram Biden e foi informado por funcionários do Departamento de Agricultura dos EUA (USDA) que obteria apoio a pouco ou nenhum custo.

Ele, sua esposa Lori, três filhos adolescentes, quatro cães e oito gatos estão morando em um trailer de acampamento próximo às cinzas de sua casa em Tierra Monte, 56 quilômetros a nordeste da cidade de Santa Fé.

Encinias apresentou um pedido ao Serviço de Conservação de Recursos Naturais do USDA (NRCS), mas foi instruído a pagar por 25% dos custos com base em uma lei federal que deveria ser considerada, pois não se enquadrava na declaração de Biden.

Encinias disse que foi informado por funcionários do NRCS que seu pedido seria considerado em setembro e o trabalho de recuperação começaria de seis a 12 meses depois, caso fosse aceito.

Assim como muitos sobreviventes de incêndio nesta área de baixa renda que não têm seguro, o fazendeiro e eletricista aposentado fez todo o trabalho sozinho.

"Por que diabos eu vou pagar alguma coisa quando eu não causei esse maldito incêndio?" disse Encinias, de 55 anos, enquanto alimentava seu gado com feno que ele teve que comprar pois sua enfardadeira foi incendiada.

Um funcionário do escritório local do NRCS em Las Vegas, Novo México, onde Encinias solicitou apoio, dirigiu perguntas ao escritório nacional. As autoridades de lá não responderam aos pedidos de comentários.

A Casa Branca não se manifestou.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos