Após invasão do Capitólio, Bolsonaro se diz ligado a Trump e fala sem provas em "denúncia de fraude"

·1 minuto de leitura
Apoiadores do presidente dos EUA, Donald Trump, invadem o Capitólio dos EUA

Por Ricardo Brito

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quarta-feira ter acompanhado as cenas da invasão do Capitólio dos Estados Unidos por manifestantes pró-Trump, e reiterou, novamente sem apresentar evidências, que houve "muita denúncia de fraude" na corrida eleitoral na qual o atual presidente dos EUA, Donald Trump, foi derrotado.

Instado por uma apoiadora a comentar os fatos desta quarta em Washington, Bolsonaro afirmou: "Eu acompanhei tudo hoje. Vocês sabem que eu sou ligado ao Trump, né? Então vocês já sabem qual a minha resposta".

"Agora, muita denúncia de fraude, muita denúncia de fraude. Eu falei isso tempo atrás e a imprensa falou: sem provas, o presidente Bolsonaro falou que Trump foi fraudado nas eleições americanas", acrescentou Bolsonaro, em vídeo veiculado em uma rede social.

Bolsonaro só reconheceu a vitória do presidente eleito dos EUA, Joe Biden, sobre Trump 38 dias após o pleito norte-americano. Durante esta quarta, o presidente e aliados próximos, como os filhos, permaneceram em silêncio em suas redes sociais, apesar de normalmente serem muito ativos nessas plataformas.

Procurada, a Secretaria de Comunicação da Presidência informou que o Palácio do Planalto não iria comentar os acontecimentos nos EUA. O Itamaraty, também procurado, não se pronunciou até o momento.

A polícia do Capitólio dos EUA respondeu com armas em punho e gás lacrimogêneo conforme uma multidão de manifestantes invadia o Capitólio e tentava forçar o Congresso a desfazer a derrota eleitoral de Trump, logo após alguns dos colegas republicanos do presidente lançaram um último esforço para rejeitar os resultados eleitorais.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos