Após invasão do Planalto, Congresso e STF, PT pede ao PGR intervenção na segurança pública do DF

Apoiadores do ex-presidente Jair Bolsonaro protestam contra o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em Brasília

BRASÍLIA (Reuters) - Após invasão por bolsonaristas radicais do Palácio do Planalto, do Congresso Nacional e do Supremo Tribunal Federal (STF), o PT anunciou que vai entrar com um pedido à Procuradoria-Geral da República de intervenção federal na Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal.

"Atenção! Eu e a presidente do PT @gleisi estamos agora representando ao procurador-geral da República (Augusto Aras) para que seja decretada intervenção na Segurança Pública do DF", disse o líder do governo no Congresso, Randolfe Rodrigues (Rede-AP), em sua conta no Twitter.

Procurada, a assessoria da PGR não respondeu de imediato a pedido de comentário.

Radicais invadiram as sedes dos três principais Poderes da República. Nos bastidores, segundo fontes, autoridades articulam uma reação para a retirada dos invasores, insatisfeitos com a assunção do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

(Reportagem de Ricardo Brito)