Após Julia Gama ser dispensada do Miss Brasil 2021, Raissa Santana diz que não será mais jurada do evento

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·3 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

O "desconvite" de Julia Gama, Miss Brasil 2020, da edição deste ano pegou muita gente de surpresa. No fim da noite de quinta-feira, dia 4, a vice Miss Universo 2020 informou em rede social que foi dispensada pela organização do evento e lamentou não cumprir a tradição de coroar sua sucessora. Raissa Santa, Miss Brasil 2016, se posicionou nos stories sobre o tema:

"Quero dizer que eu sinto muitíssimo, sei o quanto esse momento é importante para uma Miss. Não sei porque essa decisão foi tomada. Mas enfim, não estou aqui para fazer fofoca, estou aqui para me posicionar em relação a ser jurada no Miss Brasil no dia 6: não serei mais jurada. Esse é meu posicionamento por enquanto".

Saiba mais:

A edição deste ano do concurso acontece amanhã, dia 6 de novembro. Serão 27 candidatas concorrendo à coroa. Além de Raissa, outras Misses também falaram sobre a polêmica nos comentários da postagem de Julia.

"Que notícia triste, mas não se abale com isso, você representou nosso país lindamente e temos muito orgulho de toda sua trajetória! Você brilhará muito mais e nada e nem miguem conseguirá apagar o seu brilho. Nossa eterna Miss Brasil 2020 e vice Miss Universo", escreveu Jakelyne Oliveira, eleita Miss Brasil em 2013.

Leia também:

"Minha linda, fica tranquila pois o reinado mais lindo você fez, e na verdade ele nunca se encerra! Você nos encheu de orgulho e marcou pra sempre nossos corações! E o melhor é que tudo está apenas começando, pode ter certeza! Você é luz e merece o mundo!!", disse a Miss Brasil 2007, Natália Guimarães.

Postagem de Julia Gama

Apesar da notícia ter começado de forma objetiva, a vice Miss Universo 2020 deixou clara sua indignação com o desconvite. Ela também lembrou que não será feita uma das tradições do universo Miss: a coroação da nova representante brasileira pela sua antecessora.

Leia também:

"Não posso dizer que sou indiferente a esta situação porque não sou. Eu dediquei tudo de mim ao título de Miss Universo Brasil para representar para o mundo a Organização Miss Universo Brasil, a cada um de vocês e o Brasil da melhor forma que eu poderia fazer. E mesmo que compartilhássemos de opiniões distintas e, até mesmo, valores conflitantes, eu acredito que juntos, eu e a Organização do Miss Universo Brasil realizamos um trabalho incrível juntos, que nos rendeu inclusive o título de Vice Miss Universo. E é olhar para tudo vivido até aqui, que me deixa triste não poder encerrar este ciclo como manda o protocolo e a tradição do Miss Brasil: com um desfile digno, um discurso de despedida e coroando minha sucessora", continuou Julia.

Justificativa da organização

Procurada pelo Extra, a organização do Miss Universo Brasil justificou, em nota, que a decisão teria embasamento em uma quebra de contrato por parte de Julia.

"Ao contrato realizado com a empresa, a candidata compromete-se a zelar pela imagem do concurso nacional e internacional (Miss Universe) e pelo título - cláusula esta prevista e mandatória em todos os contratos das candidatas que concorrem ao certame internacional. Ao longo dos últimos meses, contudo, a Miss gerou polêmica ao questionar na mídia e para fornecedores as regras do concurso, acusando a organização de ser ultrapassada e machista ao seguir as regras prevista ao contrato de franquia com o Miss Universe, afetando , assim, a imagem do maior concurso de beleza do mundo.A organização declara que o Miss Universo Brasil é uma franquia e segue as normas internacionais do evento", diz a declaração oficial.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos