Após mais de um mês e em dia de apresentação de Vitor Pereira, Flamengo se despede de Dorival

No dia 12 de novembro do ano passado, o Flamengo entrava em campo pela última vez na temporada — em derrota em casa para o Avaí, por 2 a 1, pelo Campeonato Brasileiro. Mesmo campeão da Libertadores e da Copa do Brasil, o técnico Dorival Júnior tinha, àquela altura, futuro indefinido no comando do time.

Novo técnico do Flamengo: Vítor Pereira desembarca no Rio e fala em 'lutar por tantos títulos'

Mercado: confira saldo do Flamengo após terceira negociação envolvendo Gerson em três anos

No dia 25, após a divulgação da negociação entre o rubro-negro e o técnico Vitor Pereira, que havia deixado o Corinthians, Dorival se pronunciou pelas redes sociais, onde confirmou que deixava de negociar com o clube.

No final da noite deste domingo, o Flamengo anunciou oficialmente a chegada do português como novo técnico do time. Poucas horas depois, já nesta segunda, também por meio de suas redes sociais, o clube agradeceu ao trabalho feito por Dorival no ano passado, mais de um mês após a despedida feito pelo treinador.

“Agradecemos ao técnico Dorival Júnior, comandante das conquistas da Copa CONMEBOL Libertadores e Copa do Brasil, pelos serviços prestados ao Clube de Regatas do Flamengo. Desejamos muito sucesso em sua carreira. Obrigado, professor!”, diz a publicação do clube.

Chegada de Vitor Pereira

O português de 54 anos, que levou o Corinthians à final da Copa do Brasil e às quartas de final da Libertadores no ano passado, chegou ao Rio de Janeiro na manhã desta segunda-feira para assinar o contrato de uma temporada com o Flamengo. Em entrevista, ele explicou o motivo por ter escolhido o clube rubro-negro após deixar o Timão.

— Foi exatamente isso que me trouxe, esses grandes desafios que temos pela frente que me trouxeram ao Flamengo. A decisão foi essencialmente com base na possibilidade de lutar por tantos títulos — disse o treinador, em entrevista à FlaTV no YouTube.

Vítor Pereira, que inicia a preparação para as competições do primeiro semestre, incluíndo o Mundial de Clubes, chega para comandar um elenco atual campeão da Copa do Brasil e da Libertadores. O Flamengo foi o algoz do português na temporada passada, já que eliminou o Corinthians da Libertadores e venceu a final da Copa do Brasil diante do Timão. Pelo time paulista, foram 64 jogos, 26 vitórias, 21 empates e 17 derrotas.

O treinador acumula cinco grandes títulos na carreira. O primeiro deles, o do Campeonato Português de 2011/12 pelo Porto, rendeu um início como treinador badalado para um ex-meia pouco brilhante quando ainda atuava. No Estádio do Dragão, o treinador substituiu Andre Villas-Boas, de quem foi auxiliar, após uma temporada histórica, de vitórias na liga nacional e na Liga Europa em 2010/11.