Após medidas de BTG e Bradesco, Americanas critica ação unilateral de credores

SÃO PAULO (Reuters) - A Americanas afirmou nesta quarta-feira que "a atitude unilateral de compensação dos credores contra o caixa da companhia prejudica sua viabilidade".

A afirmação veio após bancos credores da varejista terem anunciado esforços judiciais contra a companhia, que na semana passada anunciou ter detectado "inconsistências contábeis" de 20 bilhões de reais e dois dias depois obteve uma decisão judicial protegendo-a por 30 dias de credores.

"Somente o Banco Bradesco reteve mais de 450 milhões de reais do caixa, agindo em desconformidade com a decisão da tutela antecipada", afirmou a Americanas no comunicado.

Mais cedo, o Bradesco havia afirmado que pediu que a Justiça só permitisse que a Americanas retirasse recursos do banco mediante aval prévio.

Já o BTG Pactual conseguiu que a Justiça do Rio de Janeiro revertesse decisão que protegia a Americanas de ser cobrada por uma dívida de 1,2 bilhão de reais com o banco, segundo documentos vistos pela Reuters.

A Americanas afirmou que "segue na busca por uma solução de curto prazo com os seus credores".

(Por Aluísio Alves e Gabriel Araújo)