Após nove horas, horário de votação termina e começa a apuração

Logo Agência Brasil
Logo Agência Brasil

Após nove horas de votação, as seções eleitorais foram fechadas em todo o país. Quem ainda está na fila não precisa se preocupar. O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) garante o direito à votação de quem chegou à fila antes das 17h (horário de Brasília) e está dentro das seções.

Segundo o TSE, os eleitores que ainda estiverem na fila no horário limite estão recebendo senhas que garantirão o direito ao voto. Em entrevista coletiva durante a tarde, o presidente do TSE, ministro Alexandre de Moraes, disse que as filas diminuíram em relação ao primeiro turno por causa de novas orientações dadas aos mesários.

Notícias relacionadas:

O TSE, informou Moraes, orientou os mesários a permitir a entrada do eleitor no recinto para fazer a biometria assim que o eleitor anterior entrar na cabine de votação. O tribunal também recomendou que as seções deixassem de montar filas únicas na entrada dos prédios e permitissem filas na porta de cada seção.

Neste domingo (30), ocorre o segundo turno das eleições presidenciais. Em 12 estados, os eleitores escolhem os governadores em segundo turno: Alagoas, Amazonas, Bahia, Espírito Santo, Mato Grosso do Sul, Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo e Sergipe.

Horário unificado

Diferentemente dos outros anos, o horário de votação em todo o Brasil foi unificado. Os eleitores das áreas sob o horário oficial de Brasília votaram das 8h às 17h. Esse horário vale para as Regiões Sul, Sudeste Nordeste, parte do Centro-Oeste (Goiás e Distrito Federal) e do Norte (Tocantins, Pará e Amapá).

Em Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Roraima, Rondônia e na maior parte do Amazonas, que estão uma hora atrás do fuso horário de Brasília, a votação ocorreu das 7h às 16h, horário local. Os eleitores do Acre e de alguns municípios do oeste do Amazonas votaram das 6h às 15h, horário local. Em Fernando de Noronha, uma hora à frente de Brasília, as seções funcionaram das 9h às 18h.

Anteriormente, cada município seguia o horário local e realizava a votação entre as 8h e as 17h. Com a unificação dos horários em território nacional, os resultados podem começar a ser divulgados imediatamente após o fim da votação.

Até 2018, os resultados das eleições estaduais começavam a ser apresentados às 17h locais, mas os resultados das eleições presidenciais só eram divulgados a partir das 19h no horário de Brasília, porque era necessário esperar o Acre concluir a votação.

Apuração

Em sua página na internet, o TSE esclarece como se dá o processo de totalização. Quando a votação nas seções é finalizada, os dados são assinados digitalmente e gravados em uma mídia de resultado. O boletim de urna (BU), além de assinado, é criptografado. Em seguida, as mídias de resultado são encaminhadas ao local próprio para transmissão.

No caso das localidades de difícil acesso, como aldeias indígenas e comunidades ribeirinhas, a transmissão é feita via satélite para o respectivo tribunal ou zona. Depois de receber os dados, os Tribunais Regionais Eleitorais iniciam a totalização dos votos (soma de todos os boletins de urna) e a divulgação dos resultados.