Após o dia mais quente da primavera, temperatura deve cair em SP nesta quinta (18)

·1 min de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A cidade de São Paulo registrou nesta quarta-feira (17) o dia mais quente da primavera ao atingir a temperatura máxima de 32,6ºC, segundo dados da estação automática do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), no Mirante de Santana, na zona norte.

A primavera começou às 16h21 (horário de Brasília) do dia 22 de setembro. De lá para cá, entre os dias mais quentes da estação, além desta quarta, ficaram o dia 28 de setembro (32ºC) e 6 de outubro (32,1ºC).

Antes disso, contudo, no inverno, a capital paulista registrou no dia 20 de setembro o recorde de dia mais quente do ano ao atingir 35,7ºC. A anterior havia sido 34,1ºC no dia 30 de janeiro.

De acordo com o CGE (Centro de Gerenciamento de Emergências Climáticas) da Prefeitura de São Paulo, a quinta-feira (18) deve começar com predomínio de sol e temperaturas em elevação. Os termômetros oscilam entre 19°C ao amanhecer e 27°C no meio da tarde.

Mas entre o final da tarde e a noite, a propagação de uma frente fria muda o tempo. Há previsão de chuva moderada a forte e generalizada, acompanhada de rajadas de vento, descargas elétricas e formação de alagamentos. A madrugada e a manhã da sexta-feira (19) serão chuvosas e com potencial para formação de alagamentos.

No restante do dia, o sistema frontal se afasta e a entrada dos ventos úmidos que sopram do mar mantém o tempo instável, porém com chuvas fracas e garoa intermitente. A temperatura apresenta acentuado declínio. Mínima de 18°C e máxima de 22°C.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos