Após pai deixar o Manchester United, filho de Cristiano Ronaldo vai para o Real Madrid

Cristiano Ronaldo segue com o futuro da sua carreira indefinido. Seu primogênito, porém, já sabe onde vai “atuar” na próxima temporada. Após o pai deixar o Manchester United, o filho do português também teve o contrato rompido com o time inglês e passará a atuar pelo Real Madrid, clube por onde o pai passou e virou ídolo.

Campeonato Francês: clube com maior visibilidade na Copa, PSG volta a campo com atenções voltadas para efeitos do Mundial em trio de astros

Fifa The Best: Messi é favorito a melhor do mundo após Copa, mas vê concorrência de Mbappé e Benzema; compare

Segundo o jornal português Record, o vínculo de Ronaldo Junior, de 12 anos, com os ingleses foi encerrado em novembro. Assim, o Real será o terceiro clube na carreira juvenil do jogador. Junto do pai, ele assinou um contrato, em 2018, para atuar pelo sub-9 da Juventus.

No ano passado, quando Cristiano deixou o clube inglês e se transferiu para o Manchester United, o filho fez o mesmo trajeto, indo para a base do time. Segundo a imprensa europeia, Cristiano Ronaldo está próximo de um acordo com Al-Nassr, da Arábia Saudita.

Em entrevista ao aplicativo “Flashscore”, o brasileiro Marcelo Salazar, diretor esportivo do clube árabe, e que já foi preparador físico e atuou com Péricles Chamusca e Mano Menezes, foi perguntado se suas ideias para o clube incluem a chegada de Cristiano Ronaldo.

O brasileiro, natural de Pernambuco, está desde 2022 na função de diretor. Ele respondeu às críticas sobre a possível ida do craque para o país por uma alegada falta de competitividade.

— Criticar o que você ignora é fácil. Estou aqui há cinco anos e todos os jogadores que chegam se surpreendem positivamente, especialmente pelo nível da liga. Foi assim com o Luiz Gustavo, ex-seleção que ganhou uma Champions pelo Bayern de Munique. É normal para quem não conhece. Quando David Ospina (goleiro ex-Arsenal) chegou, disseram na Colômbia que era uma transferência equivocada, mas a Arábia Saudita mudou muito. Até a vida em Riad (capital do país) com as famílias tem sido uma surpresa agradável para os jogadores, com as escolas e tudo que temos aqui. Ainda há um alto nível de espírito esportivo.

Na 'bad': Ramsey ainda não voltou ao Nice após queda de Gales na Copa: 'Está muito decepcionado', diz técnico

Segundo o jornal espanhol “Marca”, Cristiano Ronaldo tem uma proposta do clube de duas temporadas e meia. O salário seria de 200 milhões de euros (1,1 bilhão de reais) por ano e o acordo incluiria ainda a possibilidade de se tornar embaixador da Arábia Saudita pela Copa do Mundo de 2030, em parceria com Grécia e Egito.