Após paralisação, Fluminense volta ao Brasileirão Feminino contra a Chapecoense

LANCE!
·2 minuto de leitura


Depois da paralisação causada pela pandemia de Covid-19, o Campeonato Brasileiro Feminino está de volta para o Fluminense. Neste domingo, o Tricolor encara a Chapecoense, às 15h, no Centro de Treinamento da Água Amarela, em Chapecó, Santa Catarina, pela segunda rodada da Série A2. Na estreia, em 14 de março, o Flu bateu o Toledo nas Laranjeiras por 4 a 1.

- No primeiro jogo conseguimos o resultado de 4 a 2, e logo após veio a pandemia, onde tudo ficou paralisado. Voltamos e estamos buscando tirar o nosso máximo, para podermos fazer essa reestreia e buscar os três pontos em Chapecó. Sabemos que vai ser um jogo difícil, mas estamos trabalhando para garantir a vitória fora de casa - afirmou Kelly, uma das capitães do time.

O duelo será transmitido pela CBF TV através do MyCujoo. O Brasileirão A2 é disputado por 36 equipes divididas em seis grupos e confrontos de turno único. Avançam às oitavas os dois primeiros de cada chave e os quatro melhores terceiros colocados. Os quatro semifinalistas sobem para a A1 em 2021. A atacante Letícia Ferreira, uma das novas jogadoras do elenco, também falou da expectativa e sua adaptação ao elenco Tricolor.

- Meu pensamento é o de garantir os três pontos, estamos trabalhando forte em busca de resultados. Achei que iria demorar a me adaptar, por estar vindo do futsal, mas os treinos estão muito bons. Acredito que, mantendo o mesmo ritmo, temos tudo para chegar ao objetivo que é o acesso para a A1 - disse.

O Fluminense está no Grupo F ao lado de Napoli, Brasil de Farroupilha, Athletico-PR, Chapecoense e Toledo.

- O mais importante é agradecer todos os dias por tudo que passamos e por termos conseguido nos reinventar, disponíveis para recomeçar nesse novo normal. Em em todos os momentos trabalhamos com seres humanos e estávamos nos preocupando muito com as atletas, priorizando trabalhar o lado emocional das meninas e da comissão técnica. O departamento de psicologia foi fundamental para que tudo desse certo. Nosso propósito principal é buscar o acesso, mas cada jogo vai ser importante, considerado uma final e a torcida pode esperar um grupo de meninas guerreiras, dedicadas e comprometidas em representar a camisa do Fluminense - afirmou a técnica Thaissan Passos.