Após Peru e Marrocos, governo consegue negociar a saída de 883 cidadãos brasileiros de Portugal

Eliane Oliveira
Passageiros no aeroporto de Guarulhos

BRASÍLIA — O Itamaraty informou, nesta quinta-feira, que 883 turistasbrasileiros que estão retidos em Portugal deverão voltar ao Brasil até o próximo domingo. Com isso, serão repatriadas mais 1.500 pessoas que estão impossibilitadas de retornar, devido ao fechamento de fronteiras pelos governos dos países afetados pela pandemia de coronavírus. Além de Portugal, há brasileiros que começam a embarcar para o Brasil do Peru e do Marrocos.

No caso específico de Portugal, a ação é coordenada pelo Ministério do Turismo, em conjunto com o Ministério das Relações Exteriores e com as empresas aéreas Azul e TAP. Os cerca de 400 brasileiros que estão no Peru começam a voltar em voos da Gol e da Latam nesta sexta-feira. No caso do Marrocos, os turistas serão transportados exclusivamente pela Latam.

Outra informação divulgada pelo Itamaraty é que as autoridades da Guiana francesa autorizaram o desembarque de 139 turistas brasileiros que estavam a bordo do navio de cruzeiro “Costa Favolosa” ,ancorado na ilha. Todos os brasileiros puderam retornaram ao Brasil em avião fretado pela empresa Costa Cruzeiros.