Após prisão no Egito por assédio, vídeo de médico com outra estrangeira reforça críticas

·1 minuto de leitura

Após a prisão do médico Vitor Sorrentino por assédio no Egito, foi resgatado um vídeo antigo dele tendo comportamento semelhante com uma estrangeira que não falaria português. Segundo relatos nas redes sociais, este episódio teria ocorrido em 2014 na Austrália. É possível ver uma mulher repetindo determinadas palavras conforme Vitor ditava, formando a frase "Eu vou transar com ele, muito". Na sequência, o médico diz que depois "vai despachá-la". Não fica claro se ela tinha conhecimento sobre o conteúdo da conversa, mas o episódio reforçou as críticas ao autor por suas características sexistas e, assim como o caso da vendedora egípcia, também viralizou nas redes sociais.

Sorrentino foi detido no último final de semana após publicar um vídeo no Instagram em que constrange uma funcionária de loja na cidade de Luxor. Na gravação, o médico a pergunta em português: "Vocês gostam mesmo é do bem duro, né?", enquanto ela mostrava um papiro. Depois, em tom de deboche, ainda afirma: "E cumprido também fica legal, né?". Sem entender o idioma, a atendente responde "sim", enquanto ele e os amigos riem.

Diante da repercussão negativa, o médico restringiu o acesso dos perfis nas redes sociais. Ele ainda excluiu o vídeo ofensivo e publicou outro no qual pede desculpas e diz que foi "uma brincadeira". A conta de Sorrentino no Instagram tem quase 1 milhão de seguidores. A mulher dele se manifestou, entretanto, para apoiá-lo.