Após prisão, PM toca guitarra para irmão de suspeito: 'Debaixo da farda, um ser humano'

Louise Queiroga
·2 minuto de leitura

Não é todo dia que uma ação da Polícia Militar do Espírito Santo contra o tráfico de drogas termina em rock'n roll. Mas foi exatamente assim que aconteceu após a prisão de um suspeito, que foi localizado onde mora, no município de Baixo Guandu, no último dia 11. O soldado Alander Oliveira Mello contou que já tinha ido à residência da família do traficante em outras ocasiões, por causa do envolvimento do indivíduo com crimes, e desta vez, ficou sabendo que o outro filho da dona da casa está aprendendo a tocar guitarra. Por ter habilidades com o instrumento, o PM tratou-se de tocar uma música para a família do sujeito preso.

— Já prendemos algumas vezes ele (suspeito) antes, fizemos flagrante ali, mas a família dele é um pessoal do bem. Ali conversando com a mãe e o irmão do preso, a gente descobriu que ele curtia um rock'n roll. Ela comprou uma guitarra pra ele e vimos a oportunidade de nos aproximarmos mais deles. O menino ficou espantado com o policial indo à casa dele e tocando guitarra. Mas debaixo da farda, tem um ser humano normal. Quisemos mostrar interação com a comunidade — afirmou o soldado.

Alander atua na força tática da PM e quis desmistificar que a polícia age só de forma violenta.

— Ali tocando guitarra com o rapaz com o mesmo gosto musical foi oportunidade de mostrar que a polícia não é do jeito que muitos pregam — destacou, dizendo ainda que o rapaz ficou "todo feliz".

As imagens do momento musical já vinham repercutindo entre moradores de Baixo Guandu e, após o jornal capixaba "A Gazeta" ter divulgado sua história nesta segunda-feira, dia 15, elas viralizaram de vez.

— Nunca imaginei que o vídeo fosse viralizar, porque fizemos para postar internamente e tal. Tomou proporções que ninguém jamais imaginava. Tem vários instagrans postando. Eu fico espantado, surpreso. O bacana é ver os comentários, a gente morre de rir.

Entre os mais diversos comentários, há um que brinca sobre a sigla PM, que seria de "Polícia Metaleira". Outro apenas citou a banda "The Police", um dos nomes mais famosos do rock britânico. Também houve quem comemorasse a escolha das músicas tocadas pelo soldado: "Lançou logo um combo Metallica + Iron Maiden". "A prisão em flagrante tá diferente", disse mais um.

De acordo com Alander, a mãe do rapaz fã de rock agradeceu a atuação do PM não só em ter tocado música para eles, mas também mostrou gratidão pela própria apreensão feita na casa dela.

— Esse menino que a gente prendeu ameaçava a família, agredia a mãe — acrescentou.