Após protestos, prefeito embarga demolição de palacete onde funcionou À Mineira, em Botafogo

Após protestos de moradores e representantes da sociedade civil, o prefeito Eduardo Paes embargou, nesta quinta-feira, a demolição do palacete de 1915, localizado no número 153 da Rua Visconde Silva, em Botafogo. O casarão centenário, onde funcionava o Restaurante À Mineira, também conhecido por ter sido durante mais de 40 anos sede do restaurante Maria Thereza Weiss, começou a ser demolido na última segunda-feira para dar lugar a um prédio residencial.

De acordo com o anúncio do prefeito, publicado no Diário Oficial do município, está suspensa a Licença de Obras 22/0334/2022, pelo prazo de 72 horas, e, em consequência a continuidade da demolição do imóvel. O texto determina ainda que o Instituto Rio Patrimônio da Humanidade (IRPH) apresente ao gabinete do prefeito, no prazo de 48 horas, as informações e a avaliação sobre o valor imaterial do imóvel.

A edificação foi comprada pela construtora niteroiense Soter e, por não ser tombada, teve sua demolição autorizada pelo Conselho Municipal Proteção do Patrimônio Cultural.

Nas últimas segunda e terça-feira, moradores e representantes da sociedade civil realizaram um protesto em frente ao imóvel contra sua demolição. Os atos foram transmitidos ao vivo perfil no instagram Rio Antigo, de Daniel Sampaio , que havia afirmado que entraria com uma liminar judicial a fim de embargar a demolição.

— Ia protocolar hoje, mas como o prefeito decretou a paralisação da obra até segunda, vamos aproveitar este tempo para reunir mais informações — diz Daniel.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos