Após quase dois meses na Cultura, Regina Duarte nomeia número 2 da pasta

Jan Niklas
Atriz vem encontrando dificuldades para montar no equipe na Cultura

RIO — Após quase dois meses à frente da secretaria especial da Cultura, Regina Duarte finalmente definiu o número dois da pasta. O advogado Pedro Horta, que em março havia sido nomeado como chefe de gabinete da atriz, agora assume o cargo de secretário especial adjunto do órgão.

Inicialmente o mais cotado para o posto era o gestor público e produtor Humberto Braga, braço direito de Regina e articulador de seu plano de ação na Cultura. Porém, ele vem sendo alvo de uma campanha da militância bolsonarista nas redes sociais que o acusa de ser um "esquerdista" tentando se infiltrar no governo do presidente Jair Bolsonaro.

Já Pedro Horta, através de suas postagens na internet, se mostra mais alinhado à família Bolsonaro. Em sua conta no Twitter ele já fez interações com Carlos e elogiou o trabalho de Eduardo ("Você é um baita trabalhador", publicou). Além disso, exaltou a fala do presidente feita na ONU, em 2019.

"Excelente discurso do Presidente Bolsonaro na ONU. Muito bem colocado e defendendo nossa soberania nacional. É assim que assumiremos nosso papel de nação de primeiro mundo de verdade", disse na publicação.

Professor de direito constitucional, Pedro Horta é também responsável pelo departamento comercial da Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp).