Após queixa de sindicato, Prefeitura determina suspensão de reajuste dos táxis

Geraldo Ribeiro
·2 minuto de leitura
Guilherme Pinto / Agência O Globo

RIO - O prefeito em exercício, Jorge Felippe, usou sua rede social nesta tarde para informar que orientou a Secretaria Municipal de Transportes a tornar sem efeito a resolução 3343/2020 publicada no Diário Oficial desta segunda-feira. A medida concedia aumento de 6,8% na tarifa dos táxis que circulam no município, a partir da zero hora da próxima sexta-feira, dia 1º, e foi questionada pelo Sindicato dos Taxistas que pedia sua revogação. A decisão foi confirmada nesta tarde pela prefeitura, por meio de nota.

— Acreditamos que o aumento do preço agravaria problemas enfrentados pela categoria, ainda mais em meio à pandemia, e reduziria ainda mais o mercado, prejudicando o usuário — justificou Jorge Felippe.

O sindicato reclamava que para adotar o reajuste, os motoristas teriam de arcar com o custo de aferição dos relógios, em torno de R$ 200. Além disso, os motoristas temiam que o aumento da tarifa pudesse afugentar ainda mais a clientela, que sofreu uma queda de 40% durante a pandemia.

— Não temos como arcar com um custo desses (da aferição) num momento em de pandemia — reclamou no começo da manhã o diretor do sindicato Alan Ramos.

Alan explicou que, numa consulta feita em dezembro junto a cerca de mil taxistas, 63% dos pesquisados se manifestaram contra o aumento da tarifa. Essa decisão, segundo ele, teria sido encaminhada à Prefeitura, na ocasião.

— O prefeito em exercício atendeu o pedido do sindicado — comemorou o diretor do sindicato, depois de anunciada a decisão de Jorge Felippe.

Os valores atuais estão em vigor desde o começo de 2019. Isso, porque em maio desse ano a prefeitura já havia suspendido o reajuste que tinha sido autorizado em dezembro. A justificativa, na época era justamente evitar que os taxistas tivessem gastos com a atualização do taxímetro, em tempo de pandemia, gerando uma economia de R$ 200 a R$ 250 para cada motorista, segundo a própria SMTR.

Metrô fechado: Estações de Metrô vão ficar fechadas na noite do réveillon do Rio

Caso o reajuste fosse mantido, a tarifa dos taxis convencionais (amarelos com barra azul) subiria de R$ 5,80 para R$ 6,20. A categoria executiva (táxis especiais) teria a bandeirada reajustrada de R$ 7,30 para R$ 7,75.