Após reajustes de até 80% em planos de saúde, Procon-SP cobra explicações de Unimed e Qualicorp

RIO — O Procon-SP notificou nesta sexta-feira as operadoras de saúde Qualicorp e Unimed para que expliquem sobre o valor de reajustes anuais dos planos seus beneficiários, que chegam a 80%. O órgão recebeu queixas dos consumidores e informou que vê com preocupação os valores cobrados, que muitas vezes impedem a manutenção dos contratos firmados ou impossibilitam a contratação dos serviços.

As solicitações feitas pelo Procon-SP às operadoras abrangem a apresentação de uma planilha demonstrativa relativa aos reajustes de 80%, com identificação das carteiras impactadas e número de vidas afetadas. A Qualicorp deverá indicar quais outras operadoras além da Central Nacional Unimed aplicarão o reajuste questionado.

As companhias precisam informar quais são os itens que compõem o valor do boleto cobrado do cliente, discriminando item a item e apontando quais recursos são destinados ao custeio administrativo, quais se destinam ao custeio da rede médico-hospitalar e o percentual de cada item em relação ao montante final.

A relação de custo administrativo em comparação ao custo médico-hospitalar de todos os planos comercializados também deverá ser esclarecida. As empresas precisam informar ao órgão se ofereceram medidas conciliatórias aos consumidores que não têm condições de arcar com o reajuste aplicado. O prazo para a resposta é dia 2 de maio, próxima segunda-feira.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos